Será de um livro que eu preciso?

Não sei o que está acontecendo, não consigo mais sentir, não consigo mais sorrir, não consigo mais rir, não consigo mais viver. Como isso foi acontecer justo comigo? Eu preciso desabafar, preciso contar o que eu tenho guardado aqui dentro de mim à muito muito tempo atrás.
Nunca tive a coragem nem a loucura ao ponto de expor os meus problemas. Aliás, que para alguns é um tabu, para outros é uma idiotice, e para mim, é minha vida. Tenho muita vergonha de falar sobre a minha doença, sempre acho que as pessoas vão achar clichê demais, ou irão dizer que é tudo bobagem e frescura. Bom, pensando por outro lado, se eu falar sobre a minha doença, abertamente, poderei ajudar muitas outras garotas e garotos que passam pela mesma luta. Uma luta talvez infinita, e que não vão ser só palavras que ajudaram a melhorar ou esquecer. Desde meus 10 anos de vida, eu tento descobrir qual é o meu propósito no mundo, ou melhor, nesse mundo... Agora, aos 16 eu ainda não descobri o que eu tenho de fazer, porém, senti algo bem aqui dentro do coração. Uma coisa mais forte que tudo, mais forte que minha doença e a dor que eu sinto. Essa coisa, na verdade, é a obrigação de ajudar quem passa pelos mesmos problemas que eu, ou até de outros problemas. Foi numa noite, eu acordei às 3:42 da manhã escutando uma voz - que por sinal era muito linda -, ela começou a dizer palavras enroladas. Apenas alguns segundos depois, eu comecei a entender o que aquela voz queria. "Há muitas outras pessoas passando pelos mesmos problemas que você, já pensou em ajudá-las?". A partir daí, aquela coisinha que eu sentia no fundo do coração começou a fazer sentido, é claro que eu queria ajudar. Mas como posso fazer isso se eu nem consigo conversar direito com ninguém de tão tímida que sou? Algumas semanas se passaram, e entre elas, eu não havia feito nada. Meus pensamentos estavam todos bagunçados, milhões de pontos de interrogação me rodeavam. Até que num dia normal como todos os outros, eu entrei no blog da Taciele, e ela me passou uma mensagem muito linda, de que todos na terra temos pelo menos um motivo para viver, uma razão, um sonho para correr atrás. Foi nessa hora que realmente caiu a ficha, eu precisava ajudar as pessoas, de qualquer maneira que seja, mesmo que eu não consiga, eu precisava dizer que eu pelo menos tentei. Continuo sendo tímida, mas agora eu preciso da opinião e ajuda das pessoas em minha volta, eu poderia talvez começar a escrever um livro, onde nele tivesse a história de uma garota que conseguiu conquistar seus sonhos sozinha, independente de não ter o apoio dos pais, ou mesmo que, sendo atrapalhada pela sua depressão. Uma garota que possa mudar o rumo da vida dela, e que não precise de ajuda de ninguém para isso. Seria uma ótima ajuda, inclusive para mim, poder criar e representar essa garota em um livro. O que vocês acham da ideia? Eu quero comentários sinceros e com críticas construtivas, por favor, preciso da ajuda de vocês.

3 comentários:

  1. Siga em Frente anjo ^^ se é oque seu coraçãozinho ta mandando pq nao... vc pode nao ter apoio Mais vontade para fazer o bem nao falta nao e mesmo.. faça o melhor pra sua vida e se liberte..

    ResponderExcluir
  2. Acho que você deveria sim escrever, eu escrevo, e é a maneira que eu encontrei de desabafar, de sonhar e sair da realidade. Acho que todos nos algum dia precisamos sair dessa vida de "Não quero, não posso, tenho vergonha" e nos arriscar.

    ResponderExcluir